domingo, 31 de maio de 2009


terça-feira, 26 de maio de 2009

ATIVIDADES PARA O DIA DOS PAIS

Poemas
Para o meu papai amado
Um presente fui comprar.
Mas, na loja não havia
O amor que quero dar!
- Escute,Papai do Céu
Um pedido que lhe fiz:
Ao meu papai dê saúde
E uma vida feliz!""
Neste dia,papai
Eu quero, de coração,
Dar-lhe um beijo e um abraço
Em sinal de gratidão.
Neste domingo de agosto,
Com todo afeto e carinho,
Quero abraçar, com amor,
Meu querido Papaizinho.
Ao Papai de coração
Eu desejo, neste dia
Muitos anos de existência
Saúde, paz e alegria!"
“O dia do papai vai chegar, e um lindo presente quero comprar”.Fui nas lojas olhei, olhei, mas nada encontrei...O presente do papai, não há dinheiro no mundo que possa comprar.O que vou lhe ofertar?Ah! Já sei...O melhor presente é o meu carinho, meu amor e minha dedicação.A ele entregarei o meu coração”

fundo do baú - PROJETO ESPORTES

Em 2007 realizei com meus alunos de 5 anos o projeto: ESPORTES
Esta semana achei o teatro da culminância, resolvi postar. Pode ser útil!

CULMINÂNCIA: ESPORTES

Giullia_ O esporte tem um papel fundamental na formação da criança.
Mariana_ O esporte desenvolve habilidades, valores e posturas e contribuem para o crescimento e formação de um cidadão.
Bruna A _ O esporte é uma atividade agradável e ao mesmo tempo educativa.
Gabriel_Nossa? Como é que começo a praticar esportes?
Todas_ È fácil, é só dizer assim...
Xô preguiça!!!

( coreografia da música da Eliana: Xô preguiça!)

( lider de torcida) Esporte é bom, esporte é bom demais.

Bruna A . Vamos conhecer o Vôlei
Bianca: O vôlei é um esporte jogado entre duas equipes numa quadra dividida por uma rede.
Bárbara Uma rede e uma bola que vai de um lado para o outro da quadra. Falando assim, o vôlei parece moleza.
Bianca: Mas não é. O que deixa uma partida emocionante são as jogadas de ataque e de defesa.

( lider de torcida) Com o esporte sentimos emoção ele mora no nosso coração
Giullia: Saiba um pouco mais do automobilismo

João Eduardo: O automobilismo é um esporte bem caro, é um esporte de aventura e muita velocidade, nosso melhor piloto foi Airton Senna.



( lider de torcida) Esporte é magia, esporte é alegria. Pratique esporte todo dia

Mariana: Vamos conhecer o Basquete
Alice: O basquete foi inventado por um professor de Educação Física norte-americano.
Beatriz A: Neste país, no rigoroso inverno os alunos não podiam sair ao ar livre para praticar esportes.
Alice: Amarrando dois cestos de colher pêssegos em cada lado de um salão, os alunos se divertiram muito fazendo cesta e mais cestas.

( lider de torcida)Esporte é bom, esporte é bom demais.

Bruna:Vamos conhecer o Judô
Matheus:O judô é uma luta marcial que foi inventada no Oriente, há muitos anos.
Eduardo: É um meio de defesa e ataque, quem pratica esse esporte aprende a se defender do perigo.
Matheus: A cor da faixa do Kimono indica o quanto o judoca é bom no esporte.
Eduardo: Os alunos começam com faixa branca, depois passam pela amarela, laranja, verde e azul.

( lider de torcida)Com o esporte sentimos emoção ele mora no nosso coração

Giullia: conheça um pouquinho da Ginástica Olímpica
Marcela: A ginástica é um esporte praticado em aparelhos como argolas, barras, traves e cavalos.
Bruna M: Com movimentos elegantes que demonstram força, agilidade, equilíbrio e controle do corpo.

( lider de torcida)Esporte é magia, esporte é alegria. Pratique esporte todo dia

Mariana: Veja mais sobre o Ciclismo
Mayara: O ciclismo é uma modalidade de corrida de bicicletas.
Vagner: Os competidores tentam chegar primeiro em menor tempo na frente dos outros.
Mayara: Ter uma boa bicicleta ajuda e muito neste esporte.

( lider de torcida)Esporte é bom, esporte é bom demais.

Bruna A Que tal conhecera a Capoeira:
Raphael: A capoeira é cultura brasileira.
Pedro: Foi criada pelos negros no tempo da escravidão
Murilo: Vocês sabiam que ela já foi proibida?
Raphael: Mas o grande mestre Bimba convenceu o presidente Getúlio Vargas!
Pedro: E assim tornou-se um esporte legal!
Murilo: Hoje a capoeira é mundialmente conhecida.

( lider de torcida)Com o esporte sentimos emoção ele mora no nosso coração

Giullia: Vamos conhecer o Futebol
Ryan – o Brasil é conhecido como o país do futebol, mas não foi aqui que esse esporte foi inventado.
Rafael: Ele foi inventado pelos ingleses.E quem o trouxe para o Brasil foi o paulista Charles Miller e esta moda pegou rapidinho.
Ryan: Aí os clubes começaram a se organizar e o esporte virou paixão nacional.
Rafael: Nossos jogadores ficaram tão craques no jogo que são considerados os melhores jogadores do mundo.

( lider de torcida)Esporte é magia, esporte é alegria. Pratique esporte todo dia

Mariana: Vamos conhecer o Skate:
Gabriel: é um esporte radical com manobras muito legais que exigem equilíbrio e muita coordenação



( lider de torcida)Esporte é bom, esporte é bom demais.
Bruna: Que tal conhecer os esportes praticados em academia

Beatriz L. Muitas pessoas por falta de tempo ou espaço procuram as academias para praticarem esportes.
Bruno: Musculação, Spnning, levantamento de peso são exemplos de alguns desses esportes.
Beatriz L. Além disso, nas academias os esportistas preparam seu corpo para ficarem cada vez melhores
Bruno: Um bom preparo e uma boa alimentação ajudam todos os esportistas.

( lider de torcida)Com o esporte sentimos emoção ele mora no nosso coração

Giullia: Saiba mais sobre a natação
Rafaela: A natação é um dos esportes mais completos, pois através dela exercitamos muitos músculos.
Larissa: Natação é movimentar-se na água com movimentos combinados de braços e pernas.
Rafaela: É importante como exercício de desenvolvimento do corpo.
Larissa: É também como meio de defesa contra afogamento ou em operações de salvamento.


Poesia:
Bárbara:
Exercício e saúde
De Sandra Ferreira Barbosa

Dê mil pulos, cambalhotas
E não pare de correr
Brinque muito e se exercite!
Seja alegre pra valer!

Bianca:
Exercício é saúde
Alegria e animação
Faz pra todo mundo
Do velhinho ao garotão

Rafaela:
E ainda descansa a mente
Deixa a pele mais bonita
Todo mundo agradece
Quando a gente se exercita

Larissa:
Se você ficar parado
Vai perder a resistência
E cair logo de cama
Ao chegar qualquer doença


Beatriz A
Então mexa seu corpinho
Da cabeça até o pé.
Esticando ou encolhendo
Mexa tudo o que quiser.


Rimando com os times brasileiros:

Eduardo: Flamengo
Muitos títulos já conquistou
Tem uma grande torcida
Esta camisa vermelha e preta
É a minha preferida.

Raphael: Corinthians
É conhecido como timão
Sempre faz muitos gools
E por este motivo
Mora no meu coração

João Eduardo: Fluminense
Deste time sou um grande torcedor
Ganhando ou perdendo
Torço sempre com amor

Pedro: Atlético Mineiro
Foi o primeiro campeão brasileiro
É o time de muitos mineiros
Sendo sempre muito guerreiro

Gabriel: São Paulo
Sua torcida arrasta multidões
A cada jogo explode alegria
E balançam os bandeirões

Bruno: Brasil
Com sua raça
Muitas vitórias conquistou
Por ele torcemos com muito amor
Em campo muita gente
Já emocionou



Acróstico

Ryan: Estou com a bola toda
Alice: Sou rápido e ligeiro
Matheus: Posiciono-me sempre bem
Bruna M: Ora no campo, ora na quadra
Murilo: Reino no meio da moçada
Mayara: Tenho músculos de aço
Rafael: E me exercito pra valer

Teatrinho das frutas ( outono)


Eu sou a caqui

sou doce e saudável

Se bem madurinho

sou apreciavél.
Eu sou o abacate

sou rico em vitaminas

Sou macio e apetitoso

e agrado as meninas.


Eu sou a laranja

meu caldo faz bem

É doce e gostoso

e vitamina contém.

Eu sou o mamão

grande e gostosão

já chego fazendo

bem ao coração!


Eu sou o pêssego

tão perfumado

Quando estou bem maduro

sou leve e aveludado.


EU SOU A BANANA
E BEM MADURINHA
A TODOS AGRADO
POIS SOU GOSTOSINHA





Eu sou a pêra

tão saborosa

de casca macia

e polpa deliciosa



Eu sou o abacaxi

tenho uma coroa

Se fico em rodelas

me sinto na boa.






Eu sou a maçã

vermelha e cheirosa

A casca tem ferro

e a polpa é gostosa.








Eu sou o morango

tão maciinho

Vou lhe ajudar

a ser mais espertinho.

Este teatrinho ganhei da tia Lucimara: bjokas












segunda-feira, 25 de maio de 2009

Antes de começar a se divertir muito com os jogos e transformar este momento em aprendizado

Organize-se! Traçe um plano como:
  • conheça os alunos e o ambiente;
  • adeque os objetivos a faixa etária trabalhada;
  • prepare os alunos;
  • conduza as atividades;
  • certifique-se que os alunos entenderam as regras e as metas do jogo.

Na aplicação dos jogos o professor deve:

Ser um guia.

Ser um desafiador, estimulador da inteligência.

Ser um problematizador.

Analisar e discutir o porquê , para quê , para quem e os efeitos do jogo.

Colocar-se como jogador facilitador, junto ao qual as crianças buscam segurança e novos conhecimentos.

Ter consciência do que faz e saber porque faz.

Ser um libertador de idéias e pensamentos.

Motivar sempre os alunos.

Ter variedades de jogos e técnicas.

Adaptar-se a realidade e ter flexibilidade.

Preparar e conscientizar os alunos para os jogos em grupos.

Relatar e publicar experiências para que outros possam conhecê-las.

Pintura com plástico bolha


Desta vez usamos o plástico bolha como carimbo.

Com pincel as crianças passavam a tinta e carimbavam a folha.

Fica uma textura muito legal!!!

sexta-feira, 22 de maio de 2009



A FLORISTA DE CESTINHA

VENDE FLORES TODO DIA

VENDE UMA

VENDE DUAS

VENDE TRÊS

VENDE QUATRO

VENDE CINCO

VENDE SEIS

VENDE SETE

VENDE OITO

VENDE NOVE

VENDE DEZ!

segunda-feira, 18 de maio de 2009

PINTURA NO VARAL


AS CRIANÇAS SE DIVERTIRAM MUITO FAZENDO ESTA ATIVIDADE.
NA QUADRA AMARREI UM BARBANTE E PENDUREI AS FOLHAS BRANCAS COM PRENDEDOR DE ROUPAS.
COM PINCEL ELAS SOLTARAM A IMAGINAÇÃO... FOI MUITO LEGAL!!!

EDUCAR


Educar é:

Ajudar a descobrirA infância na sua plenitude.

Trabalhar com alegriaEmoção, beleza e atitude

É dar e receber,Ensinar a aprender,

Viver para recordarMomentos a partilhar…

É a realização pessoalAtravés de ti, criança

Fazendo cada dia melhor

Com bondade e esperança.

É encontrar a felicidade na simplicidade.

Graça Simão

domingo, 17 de maio de 2009

Biscoitos de letrinhas

Ingredientes:

1 lata de leite condensado,
1kg de amido de milho(maizena),
100g de margarina,
1 xícara de açúcar,
1 colher de fermento em pó,
4 ovos
uma colher de chá de essência de bainilha.

Modo de fazer:

Em uma vasilha de bom tamanho, misturar todos os ingrediente até ficar uma massa modelável. Fazer os biscoitinhos e levar ao forno em forma untada e enfarinhada. Cuidado porque assa rapidinho.

sábado, 16 de maio de 2009

sexta-feira, 15 de maio de 2009

IMPORTÂNCIA DO BRINCAR

· Porque é bom, é gostoso e dá felicidade, e ser feliz é estar mais predisposto a ser bondoso, a amar o próximo e a partilhar fraternalmente;
· Porque é brincando que a criança se desenvolve, exercitando suas potencialidades;
· Porque, brincando, a criança aprende com toda riqueza do aprender fazendo, espontaneamente, sem pressão ou medo de errar, mas com prazer pela aquisição do conhecimento;
· Porque, brincando, a criança desenvolve a sociabilidade, faz amigos e aprende a conviver respeitando o direito dos outros e as normas estabelecidas pelo grupo;
· Porque, brincando, aprende a participar das atividades, gratuitamente, pelo prazer de brincar, sem visar recompensa ou temer castigo, mas adquirindo o hábito de estar ocupada, fazendo alguma coisa inteligente e criativa;
· Porque, brincando, prepara-se para o futuro, experimentando o mundo ao seu redor dentro dos limites que a sua condição atual permite;
· Porque, brincando, a criança está nutrindo sua vida interior, descobrindo sua vocação e buscando um sentido para sua vida.


(CUNHA, 1994)
Brincar para a criança não é uma questão apenas de pura diversão, mas também de educação, socialização, construção e pleno desenvolvimento de suas potencialidades.

Um, dois feijão com arroz
Três, quatro feijão no prato
Cinco, seis molho inglês
Sete, oito comer biscoito
Nove, dez comer pastéis!

segunda-feira, 11 de maio de 2009


EU SEI CONTAR
PRESTE ATENÇÃO
CONTO OS DEDINHOS
DA MINHA MÃO
1,2,3,4,5

AGORA CONTO
A OUTRA MÃO
CHEGO ATÉ 10
SOU SABICHÃO
6,7,8,9,10!

quarta-feira, 6 de maio de 2009

Comportamento / Agressividade infantil


A agressividade infantil é um assunto bastante amplo e podemos notar suas raízes desde o início das relações das crianças ainda na educação infantil.

Precisamos inicialmente, discernir o que é inerente a determinada faixa etária ou sexo e o que está fora dos padrões esperados pelos mesmos.

Segundo a teoria piagentiana podemos classificar o desenvolvimento cognitivo em diversas etapas. Na educação infantil, passamos basicamente por duas delas: Sensório-motora que vai do nascimento aos dois anos de idade. Nesta fase a criança se utiliza basicamente dos sentidos para conhecer o mundo. Tudo aqui acontece por reflexos e a criança leva tudo à boca; Pré-operatória que vai dos 2 aos 7 anos onde a criança começa a adquirir noções de tempo, espaço. Ainda não há raciocínio lógico e as ações para ela ainda são irreversíveis.

A agressividade pode ser hostil, com a intenção de machucar ou ser cruel com alguém, seja física ou verbalmente. Ou ainda pode aparecer com o intuito de conquistar uma recompensa, sem desejar o mal do outro.

A agressividade aparece ainda em reação a uma frustração. Birras, gritarias e chutes. Comportamento comum, porém necessário ser amenizado até extinguido mais uma vez explicando à criança que não é um comportamento adequado.

Outro aspecto fundamental ao desenvolvimento de comportamento agressivo é o meio ambiente em que a criança está inserida, família, escola e estímulos recebidos por meios de comunicação. Há, lógico ainda, fatores individuais, inatos como sexo e hereditariedade.

É essencial saber discernir quando um comportamento agressivo é passageiro, por motivos temporários, como o nascimento de um irmãozinho, a hospitalização ou perda de um ente querido, ou ainda por mudança de casa ou escola ou se pode ser considerado como um transtorno de conduta, caso em que é necessário um acompanhamento de especialista para auxiliar a sanar o problema. Se não dermos a devida importância nesta fase essas atitudes poderão evoluir de forma prejudicial na adolescência e vida adulta, podendo transformar a criança em agente ou alvo de Bullying.

A diferença de sexo também pode indicar um aspecto da agressividade. Diversas pesquisas apontam para uma capacidade precoce das meninas, em relação aos meninos para adaptarem-se em grupo e socializarem-se com maior facilidade. Meninos tendem a apresentar mais problemas para adaptação social.

Por volta dos três anos, as crianças já acrescentaram milhares de palavras ao seu vocabulário e começam a descobrir o prazer em brincar com o outro e se comunicar. O egocentrismo começa a sair de cena e começa a socialização. Nesta fase, o comportamento agressivo intencional, ainda aparece esporadicamente e via de regra, não apresentam uma continuidade. Já aos quatro, cinco e seis anos identificamos alguns comportamentos de discriminação que podem ter repetidamente o mesmo alvo. Aparecem os conflitos, “panelinhas”, provocações e humilhações. É aqui que pais e educadores devem estar atentos para poder inibir esse comportamento antes que ele se instale e seja mais difícil de eliminá-lo.

Precisamos também diferenciar as vivências que a criança tem na família e as que tem na escola, onde ocorrem geralmente os comportamentos agressivos. Em casa, via de regra, a criança é sempre querida, amada e compreendida, o que não acontece no convívio social onde precisa conquistar os amigos e inserir-se no grupo.

Muitas crianças recebem apelidos relacionados a aspectos físicos e desempenho (gordinho, vara pau, zarolho, burro, chato, etc). Aqui o papel do professor é essencial ao identificar e trabalhar com esses aspectos evitando que se repitam. A dramatização é uma ferramenta excepcional para fazer com que as crianças vivenciem papéis. Essencial ainda é discutir sempre as experiências depois de dramatizadas. Criar regras elaboradas em conjunto também é uma ferramenta eficiente.

Quando as próprias crianças criam as regras elas ganham um significado maior e têm um grande impacto nas ações. Deve-se também trabalhar valores morais éticos como solidariedade, compartilhamento, cooperação, amizade, reciprocidade dentre outros. Se o professor cria um ambiente com atividades prazerosas durante todo o período de aula, a probabilidade de que comportamentos agressivos surjam é muito menor.

Lembre-se: a agressividade só deve ser tratada como um desvio de conduta quando ela aparecer por um longo período de tempo e também se não estiverem ocorrendo fatos transitórios que possam estar causando os comportamentos agressivos.

É preciso observar, tirados aspectos transitórios, se a criança:

· Sempre teve, por parte da família a realização de todas as suas vontades, fato cada dia mais comum, quando ambos pais trabalham fora e sentem-se culpados por ter pouco tempo disponível para o filho e acabam “tentando” suprir esta lacuna com permissividade excessiva, sem impor limites.

· É muito exigida e pouco elogiada. A criança acaba perdendo parâmetros, pois mesmo fazendo o máximo para acertar, ainda é pouco para o grau de exigência dos pais ou professores.

· Tem dificuldades em relacionar-se com outras crianças, mantendo-se afastada do grupo. Foi vítima de alguma agressão ou abuso sério.
A personalidade da criança forma-se até os seis anos de idade e por isso, toda experiência e sua qualidade vividas nessa fase é de fundamental importância. Por mais que, às vezes, possa parecer ineficaz, elogio, afeto, prazer e compreensão tem resultados muito mais rápidos e menos estressantes do que bronca, castigo, sofrimento e indiferença.

É muito importante detectar e combater o comportamento agressivo ainda na primeira infância, pois quando criança não encontra obstáculos ou alguém que a alerte mostrando que não é um comportamento adequado, ela percebe que consegue liderar e tirar proveito destas situações e no futuro certamente tornar-se-á um agente do bullying e muito provavelmente um adulto violento.


Karen Kaufmann Sacchetto

Pedagoga

terça-feira, 5 de maio de 2009

MUSIQUINHA PARA MAMÃE

MAMÃE ME PLANTOU
MAMÃE ME REGOU
ME FEZ CRESCER
MAMÃE É UMA FLOR
MAMÃE É AMOR
É MEU VIVER
E QUEM SABE UM DIA
O MUNDO TIVESSE
UMA MÃE ASSIM
PRA CUIDAR
DE TODAS AS CRIANÇAS
COMO CUIDA DE MIM!!!

domingo, 3 de maio de 2009

FLORES PARA A MAMÃE


PATINHOS NA LAGOA

PATINHOS FEITOS COM CÍRCULOS


DOIS PATINHOS NA LAGOA
COMEÇARAM A NADAR
A NADAR!
ENCONTRARAM UMA MINHOCA
E COMEÇARAM A PUXAR
PUXA PRA CÁ
PUXA PRA LÁ
CUIDADO QUE A MINHOCA VAI SE ARREBENTAR!