quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Jogo 5 Marias - Aprender brincando não tem preço!

Como é o jogo

O jogo tem diferentes fases e regras, com graus de dificuldade maiores ou menores, que variam de acordo com a região do país.

A idéia principal é jogar um saquinho para cima, pegar um dos que estão no chão e pegar novamente o que está no ar sem deixá-lo cair. Importante: você não pode encostar nas outras peças enquanto faz isso.

Regras gerais
Joga uma pessoa por vez. Se errar, perde a vez para o próximo. Quando o outro errar ou chegar ao fim do jogo, o primeiro volta a jogar de onde parou.

Para decidir quem começa, os jogadores tiram a sorte.
O jogo cinco-marias pode ser jogado de várias formas.










Brincando com o tangram

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Atividade com a escala Cuisenaire- Aqui se ensina, aqui se aprende

Este texto foi publicado na  revista Nova Escola (revista de grande circulação entre os educadores), pelo repórter Ricardo Falzetta.
O texto mostra como foi criado o material Cuisenaire e apresenta as etapas de como ensinar os conceitos básicos de Matemática utilizando-se do material, através da experiência de uma professora de Educação Infantil.
Este material tem esse nome devido ao seu criador: Emile Georges Cuisenaire, (1891-1980).
Cuisenaire era professor de Matemática na Bégica, e ao se impressionar com uma cena de um aluno desesperado, em uma de suas aula, decidiu criar um material que ajudasse no ensino dos conceitos básicos de Matemática.
Então cortou algumas réguas de madeira em 10 tamanhos diferentes e pintou cada peça de uma cor; e foi assim que surgiu a Escala de Cuisinaire.
Há meio século atrás , quando Cuisenaire inventou este material não sabia se iria dar certo, porém na primeira aula que testou constatou que a sua intuição estava correta.
Só mais tarde o professor ficou conhecido fora do seu país, quando o educador egípcio Caleb Gattegno, radicado na Inglaterra e famoso por suas pesquisas em Educação Infantil, recebeu de um amigo belga, um convite para conhecer o homem que ensinava números com barras coloridas. Apesar de descrente ele aceitou, encantou-se ao ver o material, e disse “esse homem mostra técnicas às crianças que são um milagre para a educação.”
O egípcio passou a divulgar o trabalho de Cuisenaire- a quem chamava de Senhor Barrinhas. O professor belga tornou-se conhecido em todo mundo.
Ë um material bem simples , porém pouco conhecido e divulgado pelos educadores. Conversando com alguns professores pude perceber que a maioria não conhecia a Escala Cuisenaire, e quem conhecia não sabia como utilizá-la.
Este texto pode auxiliar os professores que estão buscando conhecer o material e aplicá-lo em suas aulas. É um material que vale a pena ser estudado, pois é um jeito diferente e prazeroso de aprender matemática.







Carnaval no Anglo

Nem preciso dizer que foi demais!



Conforme sugerido no material do Sistema Anglo de Ensino,  os estudantes receberam  informações culturais e educativas sobre a origem do carnaval. A proposta pedagógica enfatizou danças típicas, costumes e marchinhas carnavalescas que marcaram a história do carnaval no Brasil, desenvolvendo entre os alunos o verdadeiro significado da festa.

O carnaval foi comemorado com muita alegria, confete e serpentina. 
Os pequenos foliões mereceram nota 10!

Fonte: Imprensa/Anglo












       Premiação para a melhor fantasia feminina: Maria Eduarda
                                            Premiação para melhor fantasia masculina: João

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Oficina de pipas




Nossa turminha aprendeu sobre as brincadeiras folclóricas e como podemos usar a imaginação para se divertir.






sábado, 18 de fevereiro de 2012

Brincadeiras para viagem



Era uma vez: Escolha um objeto pequeno, que vai passar de um participante para o outro (pode ser uma bolinha ou uma caneta, por exemplo). Tirem na sorte quem vai ficar com o objeto. O sorteado deve olhar pela janela e escolher um personagem para começar uma história. Ele pode dizer algo como "Era uma vez um menino" e aí passa o objeto para quem quiser. O escolhido tem de continuar a história, acrescentando algo que está vendo na paisagem. Se ele viu um cachorro, por exemplo, pode dizer "Era uma vez um menino, que encontrou seu cachorro, o Rex". A brincadeira continua até alguém achar um final engraçado para a história.

Hora do show: Tirem na sorte quem será o primeiro a pensar numa palavra que faça parte de uma música, como por exemplo, "coração". O participante que cantar qualquer música com essa palavra ganha um ponto. Se alguém cantar exatamente a música que o jogador inicial pensou, ganha cinco pontos. A brincadeira segue até que todos os jogadores tenham sugerido ao menos uma palavra. Vence quem somar mais pontos!

Quem sou eu? Coloque em um saquinho ou envelope várias fotos de personagens ou pessoas famosas recortadas de revistas. Um viajante fecha os olhos, sorteia um recorte e mostra a imagem aos amigos, sem olhar. Ele vai perguntar "Quem eu sou?" e cada jogador dá uma pista, dizendo, por exemplo, "Você é um cachorro", "Seu dono é um rato", e assim por diante, até a pessoa descobrir o personagem que sorteou e aí escolher quem será o próximo a fazer o sorteio.

Lista de compras O primeiro jogador diz o nome de uma coisa que se compra no supermercado e que começa com a letra A. Por exemplo, "Fui ao supermercado e comprei abacaxi". O próximo tem de acrescentar à lista algo com a letra B, dizendo "Fui ao supermercado e comprei abacaxi e berinjela". O seguinte aumenta a lista, seguindo a ordem alfabética. Quem errar sai da brincadeira.

Mala cheia O primeiro participante diz "Vou fazer uma viagem e levar um papel". O próximo jogador tem de continuar a frase, acrescentando um objeto cujo nome comece coma última letra do anterior, por exemplo, "Vou fazer uma viagem e levar um papel e um livro". O jogo segue até alguém não conseguir achar a palavra certa. Quem errar sai da brincadeira e o próximo recomeça, com outro objeto.

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Oficina de máscaras de carnaval





Carnaval e aprendizagem







Os alunos registraram o baile de carnaval soltando a imaginação!

Atividades de carnaval


Aproveitando a data comemorativa, os alunos enfeitaram seus bonecos desenhando a fantasia que estavam vestindo para o baile.